ROLÊ DE MOTO EM KOH PHANGAN

Imagina você pilotando uma motoca na Tailândia? Eu me imaginava naquelas cenas de filme, com personagens se divertindo de scooter por aí. A ideia de alugar uma moto surgiu durante uma viagem incrível pela Tailândia. Não foi fácil convencer o meu amor. Ele não sabe andar de bicicleta, por isso morre de medo de andar de moto. Já eu, amoooooooooo!!! Mas assim, #amomuito desde criança, quando minha irmã pedia pras amigas dela darem uma volta de motoca comigo pra ela poder namorar escondido, hihihi.

Estávamos em Koh Phangan, uma das famosas ilhas paradisíacas do País, muito conhecida por uma grande festa que acontece na praia – pé na areia mesmo – em toda noite de lua cheia, chamada Full Moon Party (http://fullmoonparty-thailand.com/). Na noite de ano novo, cerca de 30 mil pessoas se jogam na Full Moon!! E foi essa festa que nos motivou a passar a virada do ano nessa ilha.

 

Amanhecendo na minha primeira Full Moon Party, em 1º de janeiro de 2013, com a Lulu, minha companheira de mochilão!
Amanhecendo na minha primeira Full Moon Party, em 1º de janeiro de 2013.

Não tem como você ir à Tailândia ou conversar com pessoas que estiveram no País, e não ouvir alguma história alucicrazy dessa festa. É realmente uma doidera!!! Nessa época do ano, a Tailândia fica cheeeeeia de turistas e Koh Phangan então, nem se fala! Você precisa reservar hotel com antecedência ou corre o risco de não ter onde dormir.

Tem moto pra todo lado

A quantidade de motos de pequeno porte circulando pelas ruas é enorme! Tanto de dia quanto de noite, os turistas circulam livremente pela ilha. Afinal, não é preciso apresentar carteira de motorista para alugar uma moto. Só o passaporte já resolve. Há muitas lojas de aluguel e, ao passar em frente delas, você vê a fila de motos (a maioria scooter) estacionadas. O resultado disso? Você chega em Koh Phangan e percebe que tem pronto-socorro demais por metro quadrado. Aí começa a se perguntar “por que será que…”, até reparar que tem um monte de turista com hematomas, perna ou braço enfaixado, e por aí vai… Sim, é por este motivo mesmo que você pensou: moto + festa+ bebida = acidente.  A ilha é grande e nem todo mundo fica hospedado perto de onde acontecem as festas (todo dia tem uma diferente pra ir) e, como o aluguel da moto é infinitamente mais barato do que a corrida de taxi, os turistas acabam escolhendo a primeira opção.

10624714_774017632653457_5273833157246644000_n
Hehehe.

Meeeeesmo assim eu estava decidida a dar um rolê de motoca pela ilha. Ao lado do hotel onde estávamos hospedados havia uma loja, então deixamos o meu passaporte lá e saímos devidamente motorizados! Eu pilotando e o Doidero atrás, tenso, segurando firme em mim. Pior que fiquei com medo no começo, porque a estrada até o centro da ilha é de mão única, tem muita curva, subida, descida, mas nada que alguns minutos dirigindo, e fingindo-que-tá-#tranquilo-#tá-favorável-para-não-assustar o boy, não resolvam. Chegou uma hora que ele falou: amor, acelera isso aí! Hahaha. Mas convenhamos, eu estava andando a 30 km/h!

Rolê de motoca em Koh Phangan: Quem vê, pensa que a gente aceleroooou! hahaha
Motoqueiros: Quem vê, pensa que a gente aceleroooou!

Sensação de Liberdade

O passeio de moto por Koh Phangan vale muuuuito a pena! Foi um momento único da viagem! Não sei se por que no Brasil nós nunca andamos de moto por aí, sem rumo, mas nos divertimos muito, foi muito gostoso e engraçado. Você pode andar no seu ritmo, parar onde e quando quiser – inclusive para tirar fotos e fazer vídeos – e isso te dá uma sensação gostosa de liberdade, intensificada pelo ventinho gostoso batendo no rosto e a expectativa de que a cada curva, um novo caminho se abrirá a sua frente. As vistas são maravilhosas! Em alguns momentos, subimos ladeiras super íngremes (daquelas que ao subir você já imagina que descer será #tenso) e observamos a ilha do alto. Em outros, andamos praticamente à beira mar, paramos para pisar na areia e molhar os pés na água.

role 1
Praias, montanhas, templos, centrinhos … Muitas paisagens ao longo do dia!

Também paramos em uma trilha que te leva até o início de uma cachoeira. Bem ok, nada demais a cachoeira, mas tinha uma lanchonete e lá mesmo almoçamos. O prato foi o famoso Khao pad gai: uma mistura de arroz, frango e legumes (alguns também são servidos com ovo frito). Só que dessa vez foi servido com muuuuuuuuita pimenta. Ui, ui, ui minha boca! Mas era o que tinha e então comemos assim mesmo. Também paramos em um templo budista chinês muito bonito, no alto de uma montanha.

 

Templo Chines
Templo budista chinês próximo à vila de pescadores Chaloklum. Lá no fundo está o mar.

Quer pagar quanto?

O passeio durou, pelo menos, umas seis horas (sim, nossas bundas ficaram doloridas à noite) e custou R$ 30,00 !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Vocês acreditam? Gente, na Tailândia dá pra fazer passeios incríveis sem gastar muito. Demais, né?! Super recomendo! Porém, só para quem já pilotou uma moto e tem alguma experiência, porque vi muita gente machucada por lá.

Vamos às dicas:

  • Negocie! Negociar faz parte da cultura deles, então não se acanhe. Nós pagamos R$ 30,00 {e enchemos o tanque} pelo combo aventura: motoca por um dia + 2 capacetes.
  • Ao alugar a moto, tire fotos dos arranhões, das batidinhas, e tudo o mais que tiver, porque ao devolvê-la, você pode ser cobrado.
  • Abasteça em um posto de gasolina,é mais seguro. Ao longo do caminho você vai passar por comércios que vendem gasolina em garrafa pet, mas é melhor não arriscar.
  • As estradas mais complicadas, consideradas até perigosas, ficam ao Norte da ilha. Praias como Bootle beach e Chaloklam ficam nessa região e são as mais isoladas {e paradisíacas também}, portanto, têm menos turistas. As pessoas vão de barco ou de taxi coletivo que fazem trajetos para o Norte regularmente.
  • O caminho para as praias onde acontecem as festas, como a Haad Rin Nok (praia do nascer do sol) e a Haad Rin Nai (praia do pôr-do-sol), no Sudeste da ilha, é bem montanhoso. Ladeiras íngremes te esperam. Segure firme!
  • Use o GPS do seu celular. Se for o GPS do Google, mesmo se você não tiver internet, continuará funcionando. Mas se tiver curiosidade e quiser fazer o download do mapa, clique aqui.
  • Um dia é o suficiente para você conhecer a ilha toda!

IMG_8523

A Thailândia tá aqui, ó <3! Tive a oportunidade de estar lá duas vezes e com certeza voltaria mais e mais! É um País apaixonante!

Já deu um rolê de motoca por Koh Phangan? Ou já colocou esse passeio na sua bucket list? Compartilhe com a gente!! 🙂

 

The following two tabs change content below.
Keila Marques
Curiosa e interessada, é movida pelas descobertas de diferentes estilos de vida, culturas, costumes, histórias e sabores! Já fez intercâmbio no Chile e na Austrália e sonha em fazer uma viagem de volta ao mundo!
Keila Marques

Latest posts by Keila Marques (see all)

  • Andrea Kim

    Olá! Muito bacana seu post! Gostaria de uma ajudinha…estou planejando visitar Koh Phangan em Agosto de 2017 (objetivo: Full Moon, hehehe). Só que estou com uma dúvida cruel, não sei se devo me hospedar à uns 20 ou 30 minutos de carro (segundo o google maps) e alugo uma motoca, ou se me hospedo mesmo a poucos passos da praia onde acontecerá a festa. O que sugere?

    • Keila Marques

      Oi, Andrea! Obrigada, fico feliz que você tenha gostado! Que delícia, será uma experiência incrível! Já que o seu objetivo na ilha é a festa, sugiro que você se hospede a poucos passo da praia para ter a flexibilidade de ir e voltar quando quiser. Na primeira vez consegui um quarto pertinho da festa, mas uma amiga passou mal (aqueles baldinhos!!!) e precisou voltar pro quarto, então eu e outra amiga fomos com ela até lá e depois voltamos pra festa. Já na segunda, estava com meu marido, e ficamos em um hotel a 40 minutos da festa. Fomos de van com horário combinado pra voltar, porém esperamos bastante até todo mundo voltar da festa. Não indico alugar moto pra ir/voltar da full moon, é arriscado! Melhor andar de moto durante o dia e você também pode mudar de hostel depois da festa, né?! 🙂 Espero ter ajudado! Beijocas

  • Keli Marques

    Hahahahah!!! Fui sua grande incentivadora nessa paixão por motocas!?
    Essa sua viagem está na minha lista de viagens que estão por vir! ?♥️